Estreia no Rio de Janeiro “Mundo Grampeado – Uma Ópera Tecno-Tosca”

“Mundo Grampeado – Uma Ópera Tecno-Tosca” / Bruna Manso | Focka

Dia útil de terça-feira (21), o teatro Maria Clara Machado recebeu a primeira noite de apresentação da obra Mundo Grampeado, e de casa cheia.

Exibida por outros palcos em temporadas anteriores, a “sátira social” com atuação da Cia Monte de Gente e escrita pelo também diretor Marcus Galiña volta atualizada e fazendo barulho. O tom de comédia torna o espetáculo suave, mas essa não é sua função principal. São os temas contemporâneos que levam o espectador a uma reflexão imediata e traz implícita no próprio riso uma dose de autodeboche.

Numa simples barraca de churrasquinho, Doidjo (Vicente Coelho) que é dono de uma rádio pirata reencontra seu amigo Dinho (Daniel Uryon), recém-chegado do Oriente Médio onde trabalhou desenvolvendo projetos de tele-espionagem para o Serviço Secreto Israelense. Dinho trouxe ilegalmente de lá um aparelho chamado Habacuc com tecnologia capaz de grampear telefones celulares em todo o mundo. Doidjo resolver abrir as ligações em seu programa de rádio e a partir daí as confusões começam a se desenrolar.

Marcada por uma linguagem livre, a peça parece falar mais claramente aos jovens, mas alcança o entendimento de outras faixas etárias. Apesar da seriedade de seu contexto político, as questões são retratadas de maneira leve e é musicada por 5 instrumentistas. 10 canções originais compostas pelos atores da Cia fazem a ligação com os temas e promovem uma boa interação da plateia que na noite de estreia ovacionou os atores e seus personagens com um longo aplauso ao fim do espetáculo.

A peça fica em cartaz por mais 3 semanas, terças e quartas, às 20h. Vale a pena conferir!

Confira as fotos:

Mundo Grampeado – Uma Ópera Tecno-Tosca | Teatro Maria Clara Machado – RJAmpliar Galeria

Deixe seu comentário

Já curtiu a página do Focka no Facebook? Curta agora ou atualize a página caso já tenha curtido.