Ed Sheeran pede que seus fãs não comprem ingressos para seus shows através de cambistas

O site de ingressos de segunda mão Viagogo foi fortemente criticado pela revenda de ingressos para o show beneficente de Ed Sheeran.

O show esgotado estava arrecadando dinheiro para o Teenager Cancer Trust, mas os ingressos estão sendo revendidos por até £5,000 (aproximadamente R$20,000). Ativistas acusaram a empresa de “repugnância moral”“As únicas pessoas que devem lucrar com o show da Teenage Cancer Trust no Royal Albert Hall são jovens com câncer”, diz a instituição de caridade em seu site.

O site diz que a identidade dos compradores será “rigorosamente verificada” no evento e qualquer pessoa pega com ingressos revendidos terá a entrada negada. Mas parece que os vendedores estão tentando contornar isso. Uma declaração no site da Viagogo diz que “os compradores de ingressos para este evento serão acompanhados no local pelo vendedor”.

Os militantes da reforma de ingressos, Fan Fair Alliance, criticaram a empresa, acusando-a de “lucrar às custas de adolescentes portadores de câncer”. Eles dizem que o Teenage Cancer Trust tem tido grande trabalho e despesas para evitar a revenda, pedindo aos compradores para mostrar identificação com foto na porta. “Não só a Viagogo encoraja os vendedores a venderem esses ingressos a preços muito inflacionados, nenhum dos quais remonta à caridade, eles tentam contornar os termos e condições ao anunciar que o comprador será acompanhado ao local pelo vendedor”. Eles dizem que parece ser uma “violação da lei do consumidor” e “mais uma razão pela qual a intervenção do governo é tão desesperadamente necessária”.

No momento, a revenda de ingressos de música ao vivo para o lucro não é contra a lei no Reino Unido. Ed Sheeran falou sobre a revenda de ingressos no início deste mês. Ele disse estar “profundamente preocupado” com os vendedores online que vendem ingressos em sua turnê no Reino Unido por até £ 1.000 cada. O cantor pediu aos fãs para não comprar a preços tão altos, com um porta-voz dizendo que eles estavam preocupados com “práticas antiéticas” no mercado de revenda.

Ele se juntou com a plataforma  Twickets, plataforma de garante os preços pelo valor original, para os seus shows de Abril e Maio. Porém dezenas de anúncios apareceram em outros sites oferecendo entrada a preços mais altos minutos depois que eles foram à venda. Outros músicos também atacaram os sites recentemente, com o vocalista do You Me At Six, Josh Franceschi, e Stormzy, que criticam as plataformas online. No ano passado, Franceschi disse aos deputados da Comissão de Cultura, Mídia e Esporte que o futuro da música ao vivo depende de uma repressão aos retalhistas.

O Newsbeat contatou Viagogo por e-mail para um comentário, mas ainda não teve uma resposta.

Fonte: Ed Sheeran Brasil.

Deixe seu comentário

Já curtiu a página do Focka no Facebook? Curta agora ou atualize a página caso já tenha curtido.